Portal Oficial do Governo da República de Angola
Ambiente

País projecta instituto para protecção da Palanca

A ministra do Ambiente, Fátima Jardim, anunciou nesta terça-feira, 4, em Malanje, que órgão que dirige, projecta a criação de um instituto vocacionado a protecção da Palanca Negra Gigante.

O Ministério do Ambiente projecta a criação de um instituto vocacionado ao estudo, gestão, conservação e protecção da Palanca Negra Gigante, anunciou nesta terça-feira, 4, em Malanje, a titular da pasta, Fátima Jardim.

A iniciativa, segundo a ministra, deverá ser instalada em Malanje e vai facilitar a troca de experiências entre parceiros na salvaguarda da espécie, existente apenas no Parque de Cangandala, província de Malanje.

A dirigente fez esse anúncio durante um encontro que manteve com o governador provincial, Norberto Fernandes dos Santos "Kwata Kanawa" e parceiros socias, nomeadamente o representante das Nações Unida em Angola, Pier Paolo Balladelli, e o Presidente do Conselho de Administração da Endiama-EP, Carlos Sumbula, à margem da visita que efectuou nesta terça-feira, à Malanje, visando essencialmente traçar estratégias de reforço da área de conservação do Parque Nacional de Cangandala.

De acordo com a ministra, a Palanca Negra Gigante transformou-se num símbolo não só nacional, como também universal, o que implica a criação de um órgão encarregue pela continuidade da espécie, por isso pensa-se na criação do referido instituto, cujo projecto conta já com algumas parcerias.

Angop